A influência de Shakespeare no teatro

William Shakespeare é frequentemente creditado com uma profunda influência na linguagem, literatura, teatro e outros elementos da cultura. Não seria difícil argumentar que devemos a maioria das características da narrativa moderna a Shakespeare. O teatro nunca foi o mesmo desde as primeiras performances de suas peças, e a influência de Shakespeare pode ser notada em tudo, desde o diálogo contemporâneo até as expectativas de comportamento do público.

Os historiadores afirmaram que a circulação do Primeiro Folio de Shakespeare, uma coleção vinculada de suas peças que foi publicada póstuma, começou a solidificar seu papel como uma das figuras mais importantes da história. Ele é o dramaturgo mais considerado do mundo, e a influência de Shakespeare é tão pronunciada hoje como era há séculos.

Shakespeare, a pessoa mais importante no teatro

Nenhum dramaturgo antes dele poderia atrair as massas bem como Shakespeare. O teatro até seu tempo tinha sido reservado exclusivamente para os ricos e educados. Com o surgimento da escrita de Shakespeare vieram contos que atraíam as massas. Suas peças eram muitas vezes imbuídas de verdades universais da existência humana, em vez de atuar como espelhos da vida privilegiada. Como resultado, a experiência das peças de Shakespeare no teatro teve uma virada populista. Membros da audiência envolvidos com os eventos que acontecem no palco, tornando-se vocal e muitas vezes estridente.

Às vezes, pode ter sido difícil determinar quais indivíduos eram membros da audiência e que faziam parte de uma equipe de atuação. A maior parte do que sabemos sobre histórias modernas e linguagem pode ser rastreada até Shakespeare. O teatro, em particular, experimentou muitas mudanças devido à sua influência. Por exemplo, a forma como as parcelas de Shakespeare avançam ajudou a definir a escrita moderna. Da mesma forma, as caracterizações complexas de Shakespeare trouxeram um novo tipo de narrativa em que as escolhas dos personagens conduzem os traçados para a frente.

Como resultado, as viagens em suas peças são dinâmicas e seus personagens sofrem uma grande quantidade de mudanças enquanto estão nelas. Além disso, Shakespeare também é creditado como tendo inventado gêneros que misturaram a tragédia e a comédia. Seu trabalho de duplicação de gênero contribuiu para novas experiências de narração de histórias e de teatro.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *